A Mulher Invisível

quinta-feira, 21 de maio de 2009 às 1:23.

por Alan

A Mulher Invisível é uma comédia romântica ao estilo americano, com aquela velha formula: mocinho + mocinha + situação engraçadas / inusitadas. Mas nesse cenário faz muito bem o seu papel, destacando-se é claro a atuação de Selton Mello com o que poderíamos até chamá-lo de Jim Carrey brasileiro por esse filme.

Poster A Mulher Invisível

A história gira em torno do mocinho Pedro (Selton Mello), um romântico incorrigível, entenda-se: que se dá mal com as mulheres, e sua busca pela mulher ideal, que a princípio é sua esposa Marina (Maria Luísa Mendonça), depois Amanda (Luana Piovani), e aí Vitória (Maria Manoella).

Quando Pedro “leva a bota” da sua esposa Mariana, entra em depressão profunda, não vai mais trabalhar, não paga as contas, não sai mais de casa, até que em uma noite, uma bela mulher, que se identifica como sua vizinha, bate a porta. Seu nome é Amanda, e está precisando de uma xícara de açúcar (sei!!!). O cenário é perfeito e… Nosso amigo desmaia (ahahahha!!!). Bom, após isso é só alegria, a vida volta ao normal, ele volta ao antigo emprego de Controlador de Transito (coitado), mas agora quando chega a sua casa tem sempre Amanda o aguardando. Os problemas começam quando ele tenta apresentar a sua mulher ideal ao seu amigo Carlos (Vladmir Brichta), que desconfia do fato de nunca ter visto ela.

A vizinha Vitória, que é apaixonada há muito tempo por Pedro, encontra a chance de se declarar a ele quando a esposa de Pedro o abandona e seu marido morre de ataque cardíaco, marido esse que lembra muito certo comandante do BOPE do filme Tropa de Elite a não ser pelo por físico, porém quando a mocinha toma coragem de ir à casa de Pedro solicitar açúcar (ahahahha!!!x2), ouve os sons de Pedro com Amanda, mas é claro sem ouvir Amanda.

E aí está formada a quadrilha, Vitória que amava Pedro, que amava Amanda, que amava a Pedro logo amava a si mesma… Confuso né?! Ainda piora quando entra o Carlos nessa quadrilha, que claro vai ter uma quedinha por Vitória. Imagina se ele se apaixonasse pela mulher imaginária de Pedro?! Aí seria um filme a Woody Allen.

Confira o trailer da produção:

Apesar do formato comédia romântica, o filme também tem um toque bem urbano o que aproxima bastante o telespectador da trama, como problemas no trabalho, transito e contas. O que quebra é claro esse círculo é a Luana Piovani vir pedir açúcar à porta, que convenhamos não acontece todo dia.

Um pequeno problema desse filme que fica evidente em algumas cenas é a forma de atuar que ainda remete muito ao teatro, porém isso ocorre na maioria de nossas produções nacionais. A trilha é orquestrada com sons que remetem a aquelas comédias românticas que fizeram sucesso nos anos 90, mas também tem música legal, com destaque para Ramones que toca durante alguns trechos do filme.

Enfim, bom filme para o final de semana com a namorada, uma pipoquinha quentinha e guaraná! Não vá esperando grandes conflitos filosóficos, mesmo porque não é a idéia do filme, vá apenas para se divertir e esquecer um pouco da vida.

Acesse o site oficial:

http://wwws.br.warnerbros.com/amulherinvisivel

Categorias: Cinema. Tags: , , , .